quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

E ela sonhava que iria fugir com ele para um sítio onde um dia foi feliz, fugir ao fatídico quotidiano que eventualmente a iria engolir, juntamente com ele e o destino que poderia ter sido o que outrora contruiram. Sonhava também que um dia, iria viajar muito, fazer algo que gostava verdadeiramente na vida, não a deixar passar à frente sem lhe tocar e lhe dar o seu especial abano para um dia recordar-se de todas as viagens, de todas as frases fofinhas e todas as coisas insignificantes que curiosamente foram modelando o seu destino, o início de uma história de amor, não o fim de uma.

2 comentários:

mariana fernandes disse...

gostei muito

RockSye'Anne disse...

Baba (sim, baba)
Gosto muito desta frase.. O início fazia-me lembrar o livro que te emprestei